MENTIRA ! O vidente não previu em 2005 a morte de Eduardo Campos. Veja as provas.

0
354

Pelas redes sociais está circulando uma carta supostamente enviada em 2005 para Eduardo Campos o avisando sobre o acidente aéreo que veio a sofrer. Esta carte é apenas mais uma mentira de um farsante profissional.

jucelino_nobrega_da_luz06_19_09_2012_19_06

A vontade da população em acreditar em teorias da conspiração está sendo alimentada por farsantes e marqueteiros. A mentira da vez é a que o vidente Jucelino Nóbrega da Luz enviou ao então governador de Pernambuco uma carta onde relatava a premonição.

Na carta com data de 15/06/2005 (reproduzida abaixo), o vidente diz que Campos sofreria um acidente aéreo em Santos no dia 13 de Agosto de 2014. Além disso, Jucelino escreveu que o ex-governador de Pernambuco seria candidato à presidência em 2014 e que o acidente aconteceria devido a uma sabotagem no avião.

fraude vidente

Confira a transcrição da carta:

Venho mui respeitosamente, pedir que me escute porque teremos um acidente da TAM em São Paulo JJ 3054 e esse é um sinal que sua vida estará em risco e uma sabotagem vai derrubar seu avião em Santos com avião labace 2012, em 13/08/2014. Deverá ter muito cuidado, pois será candidato a presidente em 2014. Seu avião será sabotado e poderá ter outro acidente da TAM EM 26/11/2014.

Espero estar errado.
Jucelino Nóbrega 15/06/2005.

Vamos aos fatos !

Jucelino é um vidente, no mínimo, contestado. Em uma reportagem do Fantástico (programa da TV Globo), as cartas que Jucelino escreve com previsões não passam pelo exame dos peritos. De acordo com a reportagem, há alterações no conteúdo depois que elas foram registradas, carimbos com datas que não condizem com a data das cartas e destinatários que nunca recebem as cartas dele.

A reportagem também mostra que Jucelino estava investindo em consultas espirituais. Cobradas, é claro. Uma produtora de um programa contou algumas mentiras e ele não previu que a história era falsa. Ainda na mesma reportagem, ele indicou a produtora para um colega que tinha que “tirar espíritos ruins” da casa. A consulta custaria cerca de R$ 3 mil.

A carta que ele escreveu para Eduardo Campos é de junho de 2005 e estava endereçada ao Governo de Pernambuco. Mais exatamente ao governador Eduardo Campos. Só tem um problema nisso. Em junho de 2005, Campos morava em Brasília. Ele era ministro da Ciência e Tecnologia do governo Lula. Como que em 2005, ele enviaria uma carta para o governador de Pernambuco sendo que ele ainda era ministro em Brasília?

Além disso, ele cita um avião Labace 2012. Para começar, Labace não é uma marca de aviões. Ela é uma conferência chamada Latin American Business Aviation Conference & Exhibition. Com base no histórico do vidente e dos erros na carta, podemos chegar à conclusão de que a história do homem que previu a morte de Eduardo Campos em 13 de agosto de 2014 é falsa.

Precisamos de mais seriedade no trato das informações e menos histeria nas redes sociais. Dar credibilidade a um senhor com este histórico só para legitimar seu desejo de incriminar alguém é no mínimo leviano.

Artigo inspirado na leitura da investigação do site Boatos.Org

Comentários

Comentários