Crise? Scheila Carvalho gravou filme pornô

0
631

Capa da quarta revista Playboy mais vendida no Brasil, Scheila Carvalho, surpreende os fãs com revelação sobre filme pornô. Você vai ficar ainda mais impressionado ao saber com quem ela contracenou.

Para dar uma aquecida no relacionamento de 13 anos, é preciso ter criatividade e deixar de lado o preconceito. Em uma ocasião, Scheila lembra que ela e Tony gravaram um vídeo pornô deles mesmos.

Para se assegurarem que não havia o risco de verem as imagens circulando na internet, a obra cinematográfica foi filmada em uma câmera de fita. O vídeo está devidamente guardado a sete chaves. “Ligamos a câmera e deixamos rodando. O engraçado é que depois eu fico rindo. Na hora não, a gente até esqueceu da câmera”, lembrou Scheila.

 

Quando se conheceram no “É o Tchan”, Tony tinha então 21 anos e estava no auge de sua energia sexual. Com aquela atração irresistível do início de qualquer relacionamento, o cantor não nega que era inconsequente na hora de saciar o desejo que sentia por Scheila.

 

Na ânsia de se relacionar com ela, chegou até a transar com a ex-dançarina no camarim de um programa de TV. “Ela estava se arrumando num camarim daqueles que não tem nem parede, sabe. São tapumes finos. Mas não quis nem saber! Tranquei a porta e rasguei a roupa dela todinha!”, contou ele.

 

No auge do tesão, nem o ônibus que transportava o grupo, formado na época por Jacaré, Sheila Mello e Renatinho da Bahia, era obstáculo para deixarem de transarem. Tony disse que quando todos dormiam, lá ia ele a procura de Scheila. “A gente ficava embaixo da coberta e mandava ver.”

 

A ideia de transar dentro de um banheiro de avião foi de Scheila. Essa era uma fantasia antiga que, depois de saciada, a decepcionou. “O banheiro era muito pequenininho e apertado e o Tony muito grande! Não foi confortável”, diz ela aos risos.

 

Com a chegada da filha, Giulia, 5 anos, Tony reconhece que as aventuras diminuíram. Mas sempre quando a menina não está em casa, Scheila procura não deixar o relacionamento cair na rotina. “Um dia me fantasiei de empregada doméstica para ele. Usava até um espanador de pó. Quando Tony chegou, se surpreendeu”, conta ela. “Era um misto de risada com tesão. Fiquei louco quando a vi com aquele uniforme curtinho!”, lembrou

Comentários

Comentários