Criador do personagem Dilma Bolada acusa jornalista da Revista Época de calúnia

0
730

Criador do personagem Dilma Bolada é acusado de receber R$ 500 mil do diretório do PT e comprova calúnia sofrida por jornalista da Revista Época.

dilma jeferson

Depois de ser acusado pelo jornalista Diego Escosteguy de receber cachê de R$ 500 mil do diretório do PT, o criador do personagem Dilma Bolada, Jeferson Monteiro, decide publicar sua resposta comprovando que é bode expiatório da Rede Globo na tentativa desesperada de conduzir Aécio Neves para o segundo turno.

Veja a transcrição da postagem de Jeferson Monteiro em seu perfil pessoal no Facebook.

01. Eu não possuo vínculo comercial com ninguém até agora;

02. Tudo que sempre ouvi foi especulação acerca d’eu trabalhar na campanha;

03. Não conto com ovo no fiofó da galinha, quem me conhece sabe que eu nunca coloquei o carro na frente dos bois;

04. A ÉPOCA fez uma matéria extremamente sensacionalista que agora que dá a entender um milhão de coisas;

05. A ÉPOCA entrou em contato comigo pra saber sobre um e-mail que eu enviei no dia 22 de julho (na matéria está errado) dizendo que não havia sentido “[Dilma Bolada] prosseguir com tentativas de chegar a denominadores comuns tendo estratégias tão diferentes”, e como eu disse aqui no meu Facebook naquele dia 23, é muito claro e qualquer um vê isso: a campanha tem uma linguagem e abordagem totalmente diferente da que eu acho que deveria ser. A estratégia do Muda Mais, por exemplo, é uma, não curto e ponto. Acho que eles falam só pra quem já vai votar na Dilma e daí não adianta(me desculpem expor isso aqui, mas diante das circunstâncias…). E ainda disse muito francamente que “apesar de estarmos do mesmo lado, vejo que, muitas das vezes, temos pensamentos divergentes”. Né?

06. A ÉPOCA diz que possui documentos comprovando que eu recebo meio milhão, até agora não apresentaram nada;

07. Há um mês, eu era oficialmente “Consultor do PT”, a própria ÉPOCA publicara isso, agora se contradiz e diz que eu sou “futuro Consultor do PT”. Nunca antes na história desse país alguém foi promovido ao contrário;

08. Um dos “jornalistas” que fez a matéria, o tal Diego Escosteguy, antes da publicação sair fez uns 10 tweets debochados com meu nome e envolvendo a Dilma Bolada. Daí fica bem claro que a motivação é pessoal, né? Aliás, curiosamente esse mesmo jornalista fez uma matéria para VEJA há algum tempo sobre o Governo Lula onde dizia existir um “envelope de papel pardo com 200 MIL reais em dinheiro vivo”. Alguém me diz a papelaria onde vende um envelope pardo desse tamanho pra eu comprar uns 10?

09. A ÉPOCA ilustra a matéria com um tweet da Dilma Bolada que classificou como agressivo. E o tweet é o seguinte: “Na saída do debate, o Silvio Santos deu uma Tele Sena pro Aécio e disse pra ele não ficar triste porque quem faz menos pontos também ganhar.” Porra, ofensivão hein! Acho que se fosse pra Marina ela até chorava.

10. A ÉPOCA publica ironicamente uma foto minha com a Dilma com uma legenda que dá a entender que eu gosto dela por causa de grana. Meus queridos, vocês são baixos, podem tentar de tudo que minha relação com Dilma não vai mudar em nada por causa de meia dúzia de ~jornalistões~.

E por fim, eu sempre deixei bem claro que se fosse convidado para trabalhar numa campanha presidencial, trabalharia. Inclusive, muito feliz. Se fosse na campanha de Dilma, melhor ainda. E não há absolutamente NADA de errado nisso(o próprio “jornalista” teve a cara de pau de confessar isso no Twitter). A matéria tomou tom de DENÚNCIA uma RELAÇÃO COMERCIAL que sequer existe e depois disso eu nem sei mais se vai existir. E é aquela história: se estão dizendo que valho 500 mil é porque meu trabalho vale, 1 milhão. Eu me reservo no direito de tratar da minha vida pessoal da forma como eu quiser, fazer contrato com quem eu quiser(também já falei isso aqui no meu Facebook). Se algo envolve a Dilma Bolada, acho importante falar com todos vocês. Se algo envolve somente a mim, acho importante falar com todos as pessoas que gosto, apenas. Enfim, espero estar efetivamente na campanha. Isso, SE TIVER segundo turno, claro.

Quem é Dilma Bolada?

Jeferson Monteiro é o criador do personagem Dilma Bolada, um fenômeno digital. Dilma Bolada tem 270 mil seguidores noTwitter e 1,5 milhão de fãs no Facebook

Comentários

Comentários