Secretário sugere banho a cada dois dias em São Paulo

0
378

banho

O secretário da gestão estratégica de recursos hidrográficos de São Paulo, sugeriu que o paulistano tome banho a cada dois dias e use a descarga apenas para excrementos fecais.

Em entrevista na tarde de ontem o secretário da gestão de recursos hidrográficos de São Paulo, Adalberto Noronha Carvalho, pediu aos paulistanos que tomassem banho em dias alternados como estratégia para a redução do consumo de água durante o período de crise estimado até abril do corrente ano.

Diante da escassez de chuvas e da proximidade do extremo limite do volume morto do sistema Cantareira, o secretário da gestão estratégica de recursos hidrográficos de São Paulo, em entrevista coletiva, sugeriu um conjunto de medidas polêmicas a serem tomadas pela população para evitar a catástrofe do pleno desabastecimento.

Adalberto Noronha pediu encarecidamente que a população colabore com “gestos simples” que podem reduzir em até 40% o consumo diário de águas. O secretário, emocionado, disse “se a população tomar banho em dias alternados, usar a descarga apenas para excrementos fecais, lavar roupas a cada quinze dias e substituir as louças por descartáveis conseguiremos chegar a abril com água. Infelizmente, só desta maneira poderemos vencer esta crise”.

O comitê de comunicação do movimento Black Block considerou uma ofensa ao povo paulista estas solicitações e agendou para sábado um banho coletivo de mangueira na frente do Palácio dos Bandeirantes. Os interessados devem vir com trajes de banho de cor preta e chegar as 10h para a manifestação lúdica que terá como tema “um banho de verdade na pauliceia desvairada”.

VEJA TAMBÉM: Programa de TV mostra como aprimorar a criatividade e obter sucesso profissional, pessoal e sexual.

 

Comentários

Comentários