Oscar Filho é demitido do CQC "Só me restou a sarjeta”

0
250

Demitido do CQC, o humorista Oscar Filho publicou uma carta na qual afirma ainda não ter nenhum projeto em vista. “Nem tenho nenhum convite. Só me restou a sarjeta”.

tas e filho

Oscar Filho disse ainda que não tem motivos para se envergonhar da demissão e que a decisão da Band aconteceu em boa hora, uma vez que “estava sem energia para trabalhar no Proteste Já”.

No quadro, o humorista faz cobranças contundentes por melhorias em serviços públicos. “O Proteste Já foi a minha contribuição pessoal pra tentar fazer o meu país, pelo menos, um pouco mais justo e menos desigual”, postou ele. “Mas um tanto cansativo e desgastante, inclusive, emocionalmente.”

Em seu desabafo na rede, Oscar Filho contou ainda que poderia ter se antecipado à demissão quando rumores de total reformulação no elenco passaram a ser divulgados. “Pensei comigo: Será? E se for mesmo, como irei me sentir?”.

Os colegas não o pouparam de piadas sobre a demissão: “Já me mandaram procurar o Pronatec, a Catho, o Senai. Agora mesmo num grupo do Whatsapp me chamaram para jantar e disseram que vão pagar a minha parte porque eu estou precisando. A zueira não pode acabar“, disse.

O humorista também fez elogios a Dan Stulbach, anunciado como novo apresentador do programa a partir de 2015, e disse que o ator “sempre mostrou interesse no programa”. Mas vê a troca como um desafio: “Tas imprimiu um DNA muito forte no programa”.

Apesar da demissão, ele disse não ter motivos para sair “cuspindo no prato em que comeu”. “O CQC me proporcionou sentir emoções à flor da pele, me tornou conhecido. Ri mais do que chorei. Ri muito. Ri de perder o fôlego inúmeras vezes em que saíamos na van. O CQC foi um divisor de águas para mim. O saldo é positivo. Que venha o futuro”, finalizou.

Comentários

Comentários