Mulher denuncia garoto de programa por propaganda enganosa

0
1308

Mulher denuncia garoto de programa por propaganda enganosa depois de ver um anúncio em que ele se vendia como carreta, mas não passava de um Hot Wheels.

mulher processa garoto de programa
FOTO: Júnior Rocha


Silvana Pinheiro da Penha surpreendeu o advogado Carlos Teixeira Nunes Brito com a solicitação de seus serviços advocatícios para buscar indenização pela contratação de um serviço íntimo que, segundo ela, “nem de longe chegava perto das descrições no site”.  Ela contratou uma carreta e quando chegou em casa recebeu um Hot Wheels.

Silvana tem 32 anos e é solteira. Nunca havia contratado um garoto de programa e procurou em sites especializados os “produtos” em oferta. Se encantou com o perfil intitulado Marcão Arrombador. No anúncio Marcão se descrevia como um surfista de 23 anos possuidor de um dote descomunal de 22 centímetros. No entanto, ao desembrulhar o pacote Silvana se deparou com uma surpresa nada agradável para ela.

A consumidora relatou que dos 22 centímetros prometidos ele apresentou pouco mais que a metade, segundo o olhar clínico de Silvana ele teria no máximo 14 centímetros. O Dr. Carlos Teixeira informou que sua cliente “não teria objeção as dimensões que estão de acordo com a média do brasileiro se tivesse sido informada de maneira correta, no entanto, ela buscava a satisfação da curiosidade de conhecer alguém além das dimensões usuais”.

Considera-se enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário inteira ou parcialmente falsa, ou que, por qualquer modo, mesmo que por omissão, seja capaz de induzir o consumidor a erro a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços (art. 37, Código de Defesa do Consumidor).

O Dr. Carlos Teixeira busca agora a devolução dos R$ 300 pagos pela prestação do serviço, e uma indenização de R$ 12 mil por danos morais. Silvana também quer que o site informe exatamente as dimensões das ferramentas de trabalho de seus agenciados, por esta razão estende o processo aos administradores do site. Por fim deixa uma dica as demais consumidoras: “Tamanho é documento sim. Eles medem o tamanho de nossas bundas, de nossos peitos todos os dias. O mínimo que eles nos devem é ter o máximo quando o assunto é o tamanho da trozóba”.

VEJA TAMBÉM: Publicitários conversam sobre jingles inesquecíveis e apresentam as estratégias de persuasão da canção na propaganda. 

Comentários

Comentários