Uma estudante de Pedagogia causou furor nas redes sociais ao pedir aos seguidores a doação de sêmen humano para seu tratamento em uma terapia alternativa conhecida como sementerapia.

Natália Olivença é uma estudante de 24 anos que se torno adepta da sementerapia em junho de 2015. Na oportunidade ela estava namorando e tinha um “fornecedor” fixo de material proteico, depois que terminou o namoro passou a ter dificuldade em seguir a dieta baseada na ingestão de duas colheres de sopa de sêmen por dia. Diante da dificuldade ela recrutou doadores nas redes sociais.

A sementerapia é considerada por muitos uma terapia alternativa, que consiste na ingestão do esperma. Acredita-se que a ingestão regular do esperma, pelo menos duas vezes por dia, leve a melhorias consideráveis na saúde da epiderme. Os estudos realizados em mulheres que praticaram este tipo de terapia denotaram benefícios na redução de problemas com acnes, rugas e perda de colágeno. Segundo estudo publicado na Revista New Science, o esperma estimula também a renovação do tecido da derme e a melhoria da estrutura dos folículos pilosos, o que acarreta em uma significativa melhora do cabelo em volume e renovação.

A estudante Natália Olivença revela que com a sementarapia ela conseguiu reduzir seus problemas com acnes, afirmando inclusive que “gastava fortunas com Rouacutan e não dava jeito, além de prejudicar meu sistema digestivo e hormonal. Com a sementerapia os resultados foram rápidos e impressionantes. Melhorou também meu cabelo. Tinha muita queda de cabelo e simplesmente parou de cair e começou a crescer forte. Meu namorado na época também utilizou para conter calvície e teve ótimo resultado.

O Doutor Carlos Trancoso Rabello, especialista em Medicina Estética e Sementerapia, dá dicas aos homens e mulheres interessados em aderir a terapia:

“Homens com uma dieta rica em frutas como a maçã, banana e pêssego, ou legumes, como pepino e brócolis, possuem um esperma mais adocicado e menos viscoso, o que facilita a ingestão” 

Natália em sua publicação no Facebook fez as seguintes recomendações:

“Se você é sexualmente saudável e tem o interesse humanitário de ajudar uma adepta da Sementerapia, aceito doações de esperma humano. Busco no local onde resida ou trabalhe o doador. Basta estar com os exames de saúde em dia”.

Até o dia desta reportagem 3.236 homens haviam se candidatado a serem doadores. Ela é capixaba, moradora do balneário de Jacaraípe e está disposta a percorrer os municípios da região metropolitana com seus potinhos de armazenamento de material genético.

Comentários

Comentários