E o simpático Obama também foi dar uma voltinha em Dublin.

obama-dublin-7

Mais ou menos 4 dias depois da rainha Elizabeth ter ido embora, o presidente Obama chega em Dublin. Novamente fica complicado chegar ao hotel por causa de alterações no trânsito e outro grande esquema de segurança. Mas ao contrário do que aconteceu com a poderosa senhora inglesa, os irlandeses estavam bem ansiosos com o visita do chefe de estado americano. Irlanda e Estados Unidos tem uma relação bem amistosa e eu deduzo que isso acontece devido ao grande número de imigrantes que saíram da pequena ilha chuvosa para ir para a América.

Fiquei sabendo que haveria um pronunciamento do Obama no centro da cidade. Eu e Chatuba decidimos tentar ir, já que nesse mesmo dia tínhamos que trabalhar e ir à embaixada brasileira resolver algumas coisas ainda relacionadas ao roubo. Trabalhamos, e quando voltamos para o centro percebemos que seria impossível chegar à embaixada e no lugar do evento. Haviam milhares e milhares de pessoas nas ruas, todas muito animadas e boa parte delas com bandeiras da Irlanda e dos Estados Unidos na mão.

Nosso caminho para casa.
Nosso caminho para casa.

O movimento era tão grande que demoramos mais que o dobro do tempo que normalmente levávamos para chegar em casa. No meio do caminho encontramos o Aspira e as Vizinhas indo para o centro tentar ver o presidente. Aproximadamente 30 minutos depois eles estavam de volta, comentando que era impossível sequer chegar razoavelmente perto do palco.

Já que estávamos impossibilitados de ir, nós e as vizinhas decidimos comprar umas cervejas (claro) e ver o evento pela TV. Vimos que no final das contas foi tudo um verdadeiro “showmício”. Havia mais de 60 mil pessoas nas ruas, algumas bandas irlandesas se apresentaram e no final de tudo Obama falou. Estávamos ansiosos para escutar o que ele tinha para dizer, mas como demorou um tanto, o interesse pela cerveja gelada foi ficando cada vez maior e a consequência desse ato fez com que ninguém estivesse mais prestando atenção na hora que ele abriu a boca.

Um verdadeiro "showmício".
Um verdadeiro “showmício”.

A cerveja me ajudou a refletir sobre esses últimos acontecimentos. Foi um grande tapa perceber que eu estava vivendo numa cidade cosmopolita onde coisas grandes e importantes aconteciam, ao contrário do que ocorre na minha pequena e amada Vitória. Sempre quis estar no olho do furacão e nada melhor do que ter isso justamente num intercâmbio e numa cidade tão sensacional e organizada como Dublin. Fiquei muito feliz de ter tido a sorte de estar in loco no país e ter visto/ouvido/sentido coisas que nem mesmo os irlandeses estão acostumados. Quando abri a última lata a embriagues me falou: “Breno, que foda! Você vivenciou momentos históricos nessa cidade.” Era inevitável um sorriso, ainda mais que a cerveja estava geladassa…

US President Barack Obama Visits Ireland

Parece que o discurso do Obama foi bem bonito e ele visitou alguns lugares da cidade. Inclusive foi num pub e tomou uma Guinness, é claro.

obama-guinness-g

Pra mim a única coisa que importava era que após o presidente ir embora finalmente voltaríamos a ter paz e não gastar muito tempo pra chegar ao trabalho.

Mas nos dias seguintes outra coisa atrapalhou a nossa ida pro hotel. Como sempre…

Cheers

 

Comentários

Comentários